| 

Cultura e Turismo

Sucesso na Fenearte, estande de Agrestina recebe turistas e visitantes de todo país

Pelo 5º ano consecutivo, a Prefeitura de Agrestina participou da Feira Nacional de Negócios do Artesanato – Fenearte, que aconteceu no Centro de Convenções, em Olinda. Este ano, o estande do município contou com obras de vários artesãos do município, entre eles o artesão Valmir Reginaldo, que confecciona suas peças a partir da reciclagem de ferragens, e o artesão Eliaquim Antônio que produz peças em madeira, além de peças de outros artesãos do município, do Centro de Convivência do Idoso, e APAE de Agrestina.

Além desses, mais de 40 artesãos da Vila Santa Tereza estiveram representados na feira com as vendas dos chocalhos produzidos na comunidade, que fica na zona rural. O artesanato rendeu a vila o título de Capital Nacional do Chocalho, objeto de grande procura por parte dos outros expositores e artesãos na 18ª Fenearte, que compraram diversas unidades, principalmente, miniaturas para agregar valor a suas peças, como o artesão Emerson Silva de Petrolina que confecciona miniaturas de caprinos e bovinos, e Aloísio, artesão do Armazém Mineiro que produz réplicas de animais a partir da madeira.

Além dos visitantes de todo país, também prestigiaram o estande da Prefeitura de Agrestina, equipes da Empetur e Fundarpe, a primeira-dama do Estado, Ana Luiza Câmara,equipe da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco - AD Diper, do Sebrae além de outras autoridades como secretários de Cultura e Turismo de outros municípios além do Prefeito de Agrestina, Thiago Nunes e da primeira-dama do município Renata Linhares, do vereador Givaldo Leite e dos secretários Josué Mendes, Joelma Leite, Marizete Diodato e Emília Alves e os artesãos Eliaquim Antônio e Valmir Reginaldo.

O secretario de Cultura e Turismo de Agrestina, Josenildo Santos, ressaltou a importância de participar de eventos como este. “É essencial que os municípios invistam em participar de feiras e eventos que possam levar adiante o nome dos artesãos da região e a cultura dos seus municípios. A Fenearte é uma das melhores vitrines para promover a valorização da cultura de uma cidade”, disse